sexta-feira, 18 de abril de 2014

"Eu"




“Eu”

Framentada, imprevisível,
Inconstante, preguiçosa,
Eufórica, depressiva,
 Indefinida, nítida,
Aqui para ser descoberta.
Oculta em medos por proteção.
Cantada, dançada, falida, cansada.
Em algum tempo: linear, fora de mim eu sei...
No espaço longínquo, quase inascessivel.

Texto de Teresa Azevedo
Pintura de Júlio Romero de Torres

2 comentários:

  1. Sentidos versos,corajosos versos
    de auto -análise...

    Mas creio que faltou o eu Teresa Poeta
    cujo coração é generoso para encher de alegria
    e emoções a vida de que lhes cerca.

    Maravilhoso lirismo poético esse teu querida
    Grata por partilhares,meu carinhoso abraço
    Desejo-te um sábado abençoado

    ResponderExcluir
  2. Você sempre tão doce comigo.
    Seus comentário me animam e encorajam.
    Obrigada de coração.
    Grande abraço,

    ResponderExcluir