terça-feira, 6 de maio de 2014

Sou sua prenda




Sou sua prenda

Peculiar e discreto seu destino,
Perdido e louco, venha meu menino.
Pare de fingir-se em adeus,
Pegue minha mão mais uma vez.

Sou sua prenda!
Meia de renda,
Souvenires na mala
Comprados a cada escala.

Viagem ao mundo do amor
Sem nenhum medo, nem pavor.
Na camisa a marca do beijo.

Na chegada o fogo incandescente
De desejos guardados, fisgados.
Na partida um choro sufocado.

Texto de Teresa Azevedo

Pintura de Giovanni Boldini

Nenhum comentário:

Postar um comentário