sexta-feira, 2 de maio de 2014

Um marco




Um marco


Cais do porto.
Cheiro de peixe.
Noite tão próxima.
Frio na espinha.
E o navio chega.
Um dia, um marco.
O término de uma fase,
Para outra viver..

Texto de Teresa Azevedo
Pintura de Alexandre Cabanal

Nenhum comentário:

Postar um comentário