quinta-feira, 10 de julho de 2014

Sem ar, sem ar, sem ar...



Já não se pode respirar
Nem há como se amar.
Vive-se, tão somente, a vegetar.
Sem ar, sem ar, sem ar...

Fragmentos de poesia de Teresa Azevedo. Seus livros encontram-se no site www.clubedeautores.com


Pintura de Alfons Maria Mucha -  pintor, ilustrador e designer gráfico checo e um dos principais expoentes do movimento Art Nouveau.

Nenhum comentário:

Postar um comentário